Texto do Danilo Gentile do CQC

O humorista Danilo Gentili postou a seguinte piada no seu twitter:

“King Kong, um macaco que, depois que vai para a cidade e fica famoso, pega uma loira. Quem ele acha que é? Jogador de futebol?”

A ONG Afrobras se posicionou contra: “Nos próximos dias devemos fazer uma carta de repúdio. Estamos avaliando ainda uma representação criminal”, diz José Vicente, presidente da ONG. “Isso foi indevido, inoportuno, de mau gosto e desrespeitoso. Desrespeitou todos os negros brasileiros e também a democracia. Democracia é você agir com responsabilidade” , avalia Vicente.

Alguns minutos após escrever seu primeiro “twitter” sobre King Kong, Gentili tentou se justificar no microblog: “Alguém pode me dar uma explicação razoável por que posso chamar gay de veado, gordo de baleia, branco de lagartixa, mas nunca um negro de macaco? Na piada do King Kong, não disse a cor do jogador. Disse que a loira saiu com o cara porque é famoso. A cabeça de vocês é que têm preconceito. ”

E segue:

“Se você me disser que é da raça negra, preciso dizer que você também é racista, pois, assim como os criadores de cachorros, acredita que somos separados por raças. E se acredita nisso vai ter que confessar que uma raça é melhor ou pior que a outra, pois, se todas as raças são iguais, então a divisão por raça é estúpida e desnecessária. Pra que perder tempo separando algo se no fundo dá tudo no mesmo?

Quem propagou a ideia que “negro” é uma raça foram os escravagistas. Eles usaram isso como desculpa para vender os pretos como escravos: “Podemos tratá-los como animais, afinal eles são de uma outra raça que não é a nossa. Eles são da raça negra”.

Então quando vejo um cara dizendo que tem orgulho de ser da raça negra, eu juro que nem me passa pela cabeça chamá-lo de macaco, mas sim de burro.

Falando em burro, cresci ouvindo que eu sou uma girafa. E também cresci chamando um dos meus melhores amigos de elefante. Já ouvi muita gente chamar loira caucasiana de burra, gay de v***** e ruivo de salsicha, que nada mais é do que ser chamado de restos de porco e boi misturados.

Mas se alguém chama um preto de macaco é crucificado. E isso pra mim não faz sentido. Qual o preconceito com o macaco? Imagina no zoológico como o macaco não deve se sentir triste quando ouve os outros animais comentando:

- O macaco é o pior de todos. Quando um humano se xinga de burro ou elefante dão risada. Mas quando xingam de macaco vão presos. Ser macaco é uma coisa terrível. Graças a Deus não somos macacos.

Prefiro ser chamado de macaco a ser chamado de girafa. Peça a um cientista que faça um teste de Q.I. com uma girafa e com um macaco. Veja quem tira a maior nota.

Quando queremos muito ofender e atacar alguém, por motivos desconhecidos, não xingamos diretamente a pessoa, e sim a mãe dela. Posso afirmar aqui então que Darwin foi o maior racista da história por dizer que eu vim do macaco?

Mas o que quero dizer é que na verdade não sei qual o problema em chamar um preto de preto. Esse é o nome da cor não é? Eu sou um ser humano da cor branca. O japonês da cor amarela. O índio da cor vermelha. O africano da cor preta. Se querem igualdade deveriam assumir o termo “preto” pois esse é o nome da cor. Não fica destoante isso: “Branco, Amarelo, Vermelho, Negro”?. O Darth Vader pra mim é negro. Mas o Bill Cosby, Richard Pryor e Eddie Murphy que inspiram meu trabalho, não. Mas se gostam tanto assim do termo negro, ok, eu uso, não vejo problemas. No fim das contas, é só uma palavra. E embora o dicionário seja um dos livros mais vendidos do mundo, penso que palavras não definem muitas coisas e sim atitudes.

Digo isso porque a patrulha do politicamente correto é tão imbecil e superficial que tenho absoluta certeza que serei censurado se um dia escutarem eu dizer: “E aí seu PRETO, senta aqui e toma uma comigo!”. Porém, se eu usar o tom correto e a postura certa ao dizer “Desculpe meu querido, mas já que é um afro-descendente, é melhor evitar sentar aqui. Mas eu arrumo uma outra mesa muito mais bonita pra você!” Sei que receberei elogios dessas mesmas pessoas; afinal eu usei os termos politicamente corretos e não a palavra “preto” ou “macaco”, que são palavras tão horríveis.

Os politicamente corretos acham que são como o Superman, o cara dotado de dons superiores, que vai defender os fracos, oprimidos e impotentes. E acredite: isso é racismo, pois transmite a ideia de superioridade que essas pessoas sentem de si em relação aos seus “defendidos” .

Agora peço que não sejam racistas comigo, por favor. Não é só porque eu sou branco que eu escravizei um preto. Eu juro que nunca fiz nada parecido com isso, nem mesmo em pensamento. Não tenham esse preconceito comigo. Na verdade, sou ítalo-descendente. Italianos não escravizaram africanos no Brasil. Vieram pra cá e, assim como os pretos, trabalharam na lavoura. A diferença é que Escrava Isaura fez mais sucesso que Terra Nostra.

Ok. O que acabei de dizer foi uma piada de mau gosto porque eu não disse nela como os pretos sofreram mais que os italianos. Ok. Eu sei que os negros sofreram mais que qualquer raça no Brasil. Foram chicoteados. Torturados. Foi algo tão desumano que só um ser humano seria capaz de fazer igual. Brancos caçaram negros como animais. Mas também os compraram de outros negros. Sim. Ser dono de escravo nunca foi privilégio caucasiano, e sim da sociedade dominante. Na África, uma tribo vencedora escravizava a outra e as vendia para os brancos sujos.

Lembra que eu disse que era ítalo-descendente? Então. Os italianos podem nunca ter escravizados os pretos, mas os romanos escravizaram os judeus. E eles já se vingaram de mim com juros e correção monetária, pois já fui escravo durante anos de um carnê das Casas Bahia.

Se é engraçado piada de gay e gordo, por que não é a de preto? Porque foram escravos no passado hoje são café-com-leite no mundo do humor? É isso? Eu posso fazer a piada com gay só porque seus ancestrais nunca foram escravos? Pense bem, talvez o gay na infância também tenha sofrido abusos de alguém mais velho com o chicote.

Se você acha que vai impor respeito me obrigando a usar o termo “negro” ou “afro-descendente” , tudo bem, eu posso fazer isso só pra agradar. Na minha cabeça, você será apenas preto e eu, branco, da mesma raça – a raça humana. E você nunca me verá por aí com uma camiseta escrita “100% humano”, pois não tenho orgulho nenhum de ser dessa raça que discute coisas idiotas de uma forma superficial e discrimina o próprio irmão.

43 Comentários para Texto do Danilo Gentile do CQC

  1. claudio figueiredo disse:

    Concordo com Gentile,embora não seja nada simples a questão.

    Mas vi um ato falho aí : "Ok. Eu sei que os negros sofreram mais que qualquer raça no Brasil."

  2. Lica Menescal disse:

    Concordo com o Danilo em absoluto!

    Esse povo(e me refiro exclusivamente ao grupo que se sente ofendido a todo momento e por todos, seja lá qual for) na verdade está sempre procurando algo que o ofenda para entrar com ações e representações criminais.

    Na verdade eles são os primeiros a segregar, os primeiros a classificar e os primeiros a apontar o dedo pro outro.

    Mas se esquecem que para dedo que apontam, três estão apontando de volta. Faça com a mão e veja você mesma!

    Sou absolutamente contra o preconceito em qualquer nível e de qualquer tipo, mas sejamos razoáveis. Não houve ofensa! O próprio José Vicente se entitulou King Kong e aglomerou todos os negros junto com ele. E aposto que muitos outros negros sequer entenderam como uma ofensa ao negro e perceberam que a ofensa era com jogadores de futebol e "famosos" emergentes.

    Primeira visita e primeiro discurso… To amando esse lugar!!

    Voltarei mais vezes, posso?

    Beijos

  3. Lica Menescal disse:

    É isso aí! Vejo vocês em Brasília!

    Mais pra frente, não deixe de avisar o local. A data já reservei!

    Beijos

  4. Erika disse:

    Existe preconceito contra tudo, gordo, gay, negro etc…Todos que fazem parte de uma minoria sofrem preconceito. (todos sabemos disso). Mas acredito que o negro conseguiu ganhar um "respeito" forçado(as pessoas hoje tem vergonha de expor o seu preconceito), que as outras minorias ainda não tem. Chamar gay de viado pode soar mais engraçado que chamar um negro de preto, porque o gay é uma parcela ainda menor da sociedade rs…Talvez num futuro próximo chamar gay de viado também não vai ser tão engraçado, porque vai existir o "respeito" forçado. Enfim…o ser humano é assim, pega alguma característica sua que ele acredita que te desvaloriza e faz piada com isso. E sei lá, um ruivo não sofre na mesma intensidade o que o negro sofre com essas piadas que colocam a autoestima do camarada no pé…rs, complicado.
    PS: não sou negra.

    Parabéns, dou muitas risadas aqui no blog!

    • Juliana Araripe disse:

      Oi Erika,

      Que bom que você gosta do Blog… Discordo de uma coisa que você escreveu, que os gays são uma parcela ainda menor da sociedade… Os gays são muitos e graças a Deus puderam assumir o que são, certo?

      Valeu querida, grande beijo.

  5. Erika disse:

    Não sei, eu sou mas demorei bastante pra assumir. Conheço gente que perdeu emprego, que foi expulso de casa…etc Dependendo da tua condição nem sempre assumir é a melhor saída. Também acredito que os gays são muitos. Mas assumidos ainda é minoria, eu acredito rs…

    Beijo

  6. Sica disse:

    discordo totalmente do ponto de vista desse tal danilo.
    a resposta dele foi ainda pior querendo justificar a cag***da ja feita. detalhe, totalmente prolixa.

    pra vcs que concordam, leiam a lei brasileira e saibam que isso eh crime sim, tanto chamar de negro, preto, gorducho, vi(e)ado, etc, etc. ainda cabe crime de injuria.

    o que acontece nesse pais eh que muita gente se sente ofendida qdo tem reacao racista e tem a cara dura de se fazer de vitima. novamente, leiam a lei.

  7. Priscila disse:

    Eu discordo totalmente do Danilo Gentili, ele esta nada mais do que apoiando qualquer tipo de preconceito, onde ja se viu justificar um erro com outro erro! Qualquer tipo de preconceito é crime, então é assim eu posso chamar um gay de veado, um gordo de baleia, e sendo assim eu também posso chamar um negro de macaco?!

    Esta tudo errado, eu não posso chamar um gordo de baleia, um gay de veado ou um negro de macaco!!!

    Deixem de ser rídiculos, as pessoas tem nome para quê??? Para quê ficar humilhando as pessoas colocando apelidos esdruxulo, ofencivos.

    O que falta é um pouco de respeito e bom senso das pessoas.

  8. Everson disse:

    Para os desavisados: Para que haja crime de injúria, a ofensa tem que ser dirigida a alguém específico. Há que se olhar para o homossexual e chamar: Seu Viado! ou para o negro, e chamar: Seu Preto, Macaco! Para que haja injúria, é necessário o intuito de depreciar a pessoa por sua condição ou característica. Piadas de preto, viado ou baleias, ou como queiram os politicamente corretos metidos a vítimas do universo: negros, homossexuais e obesos. Conheço muitos negros, e eles não tem o menor constrangimento em fazer piadas de homossexuais. No entanto, se ouvem uma piada de negor, fiacm todos ofendidinhos. HIPÓCRITAS! Eu gosto de piadas de qualquer natureza, e não me importo que me chamem de magrelo ou pau de virar tripa. Desde que a intenção seja a de brincar, de fazer humor. Não quero ser chamado de longilíneo, por exemplo. Aos que se indignaram com a postagem do Danilo. Meus pêsames. Vocês são frustrados e têm complexo de inferioridade. O que gostam mesmo é de uma polêmica. Pobres de espírito.

  9. Thais disse:

    nÃO CONCORDO EM NADA QUE ELE DISSE…isso foi preconceito de verdade…não é normal chamar gay de veado, negro de macaco nem outro exemplo q ele disse…NADA DISSO É NORMAL, PODE SER QUE ACONTEÇA DE FORMA CONSTANTE E ALGUMAS PESSOAS NÃO SE IMPORTEM MAS NÃO É NORMAL. E "raça" é só uma maneira de falar, pode ser que sim, seja errado, mas é a unica usada, usar isso como desculpa para enrolar um monte de gente que infelizmente caiu na sua conversa é simplismente inutil comigo que ja sofri com esse tipo de preconceito diversas vezes…os negros conquistaram o direito contra o racismo, um dia voce será preso se chamar um gay de veado, e toda essa merda que você considera "normal" vai acabar e quem sabe esse negocio de existir "apenas uma raça" aconteça de verdade, porque o preconceito é oq divide tanto as pessoas…esse tipo de comentario inutil é reflexo da sua personalidade, a qual voce adimitiu completamente com esse comentario…NENHUMA PIADA PRECONCEITUOSA É ENGRAÇADA…SE VOCÊ SOUBESSE O QUANTO AS PESSOAS SOFREM E JA SOFRERAM COM ISSO, SE VOCE SOUBESSE A HISTÓRIA POR TRÁS DESSAS PIADAS…MELHOR AINDA, SE VOCE TIVESSE VIVIDO ISSO, HOJE A UNICA GRAÇA IA SER FINGIR QUE O PRECONCEITO ACABOU.

  10. Carool disse:

    Um erro não justifica outro erro…se você acha normal chamar gay de veado, gordo de baleia, negro de macaco foda-se… mas isso é normal pra voce que nunca sofreu preconceito de verdade… você é infelizmente não é capaz de comprender, e por sua ignorancia me recuso a assistir CQC de novo…dar ibope e dar dinheiro pra caras como você não vale a pena…a sociedade não precisa dos seus pensamentos estupidos.

  11. Bruna disse:

    Tá, agora me digam o que tem te preconceito na primeira frase: “King Kong, um macaco que, depois que vai para a cidade e fica famoso, pega uma loira. Quem ele acha que é? Jogador de futebol?” King Kong é de fato um macaco! não?! Só porque ele usou um jogador de futebol como exemplo não quer dizer nada, ele apenas está comparando o fato de que um jogador de futebol é famoso e é UM SER HUMANO, normal pegar mulheres por ai, agora um ANIMAL, não! Realmente não entendo que merd* esse povo tem na cabeça! Racistas mesmo foram os politicamente corretos e os que viram preconceito em uma frase que não tem.

  12. Emerson disse:

    Bom amigos, vocês se esqueceram deum detalhe que ele colocou claramente:

    Veja só quem é realmente racista.A maioria dos jogadores de futebol bem sucedido e afro -descendentescasam-se com mulheres caucasianas ou louras.

    Porque não se casam com muheres afro-descendentes?

    Foi estamensage que ele passou quqndo ele comparou os jogadores com o King Kong.O racismo esta incutido neles mesmos.

  13. Jose Dias disse:

    Acho que os maiores racistas são os negros, pois os que são bem sucedidos, só querem mulheres brancas ou loiras, ou seja, parece me que não gostam de sua cor.

  14. joyce disse:

    KKKK…

    O MELHOR E VER PESSOAS Q REALMENTE SABEM O Q ESTAUM FALANO QND COMENTAM E OUTRAS Q COMENTAM SEM NEM SABER QUEM E DANILO GENTILI…

    POREM AXO Q CADA UM NA SUA CONDICAO E UM POUCO PRECONCEITUOSO CONSIGO MSM…INDEPENDENTE DE RAÇA,COR ETC…

    TD E QUALQUER TIPO DE PRECOMCEITO SO VAI AKBAR QND NOS OLHARMOS PRA NOS MESMOS E EM NOS NAO HOUVER MAIS PRECONCEITO…

    SE JULGAMOS OS OUTROS E PQ EM NOS A MUITO MAIS PARA SER JULGADO…

    BJINHOSSSS

  15. O racismo no Brasil é algo um pouco diferente do que estamos acostumados a classificar como racismo conceitualmente. Ele está arraigado na nossa cultura e no nosso gene social. Após 400 anos de escravidão, obviamente, vivemos os efeitos de uma sociedade que já nasceu dividida pela cor.

    Apesar de toda boa intenção que a maioria demonstrou aqui e demonstra sempre que eu trato do assunto com meus amigos, infelizmente não é isso que vemos no dia-a-dia. Mesmo sem intenção, a forma como falamos, as palavras que usamos reforçam alguns preconceitos sem nos darmos conta.

    Vejamos um pequeno detalhe no seu texto:

    " “E aí seu PRETO, senta aqui e toma uma comigo!” repare que sua intenção foi a melhor possível, lendo o texto percebemos sua motivação. Porém, bio-cognitiva e involuntariamente sua escolha gramatical apresenta "traços de racismo", mesmo que não o seja em sua motivação.

    O pronome 'seu' ou 'sua' antes de um adjetivo refere-se a algo que ‘lhe compete ou lhe é devido’. No discurso, dificilmente o enunciado 'gorda!' poderia se confundir em intenção com 'sua gorda!'.

    Sintaticamente você emitiu um juízo de valor na escolha da sua frase dando a entender que 'preto' ( assim como seu judeu, seu viado) era algo que cabia a essa pessoa. Ao observarmos o discurso das pessoas vemos que quando acompanhado do pronome ‘seu’ ou ‘sua’, o adjetivo é relativo a seus aspectos ou significados negativos.

    Esse é um exemplo minúsculo do racismo cordial brasileiro. E falo disso porque sinceramente não acredito que os brasileiros seja racistas 'no coração' mas o são em suas atitudes e palavras.

    Excelente texto :)

  16. Marcela disse:

    Detesto ser estraga-prazeres, mas essa argumentação é um tanto quanto falaciosa (e que salada, meus caros!). Faz sentido diferenciar raças na espécie humana por causa das suas características diferentes. Afinal uma cor escura e uma clara não são as mesmas. Seres humanos entendem o mundo dividindo-o em pedacinhos menores e apreendendo as diferenças e nuances. Isso é importante. Burrice é ignorar esse fato. E mais burrice ainda, é usar das diferenças pra estabelecer hierarquias – ah, aqui está o 'pulo do gato', claro!

    Então o autor do texto se perdeu na jogada nesse ponto. Depois ele começou a achar normal as pessoas se ofenderem com nomes de animais, e tentou defender o nome "macaco", utilizado-o num sentido pejorativo pra se referir a pessoas negras como sendo na verdade "mais positivo que os outros" e ainda meteu o coitado do Darwin no meio com uma explicação errônea da teoria da evolução. Sir Charles deve estar se revirando no túmulo agora. Ofensa é ofensa, e não, coitados dos animais, não merecem ser comparados com humanos, mas quando chamamos alguém de "girafa", "elefante" ou "macaco" sabemos que são apenas figuras de linguagem pra ofender aquela pessoa porque "ela é alta e magra demais", "ela é gorda demais" ou "ela é negra". Isso é preconceito, não importa a forma como seja proferido. Mesma coisa com preto, branco, vermelho. Uma pessoa não é uma cor. Ela pertence a uma raça.

    Sim, chama de negra se tu precisar definir a raça dela no momento!! Não é mais simples? E num momento em que não for extremamente necessário lembrar que a raça de uma pessoa é diferente, porque não simplesmente por senhor(a) ou moço(a)? Pronto, sem preconceito nenhum.

    Parece sacanagem o autor tentar defender que adjetivos como "macaco" e "preto" não são ofensivos, já que historicamente eles foram consagrados como tais. Muito tolo da parte do cara tentar "mudar" isso com um texto na internet.

    Bom, a salada-de-frutas de "argumentos" que esse cara fez está explícita pra maioria das pessoas com um senso crítico razoável (e dei algumas pinceladas nessa minha crítica, bem ali acima).

    Nenhuma piada preconceituosa é engraçada de verdade, porque, como diz o ditado: "Pimenta nos olhos dos outros é refresco".

    Honestamente, tem textos bem melhores por aí pra defender a luta contra os preconceitos, e a igualdade de status entre mulheres e homens de todos as cores, credos, sexualidades, etc. Na verdade, tem texto que REALMENTE defendem isso. Podemos ter muitas diferenças, mas nenhuma delas são intrinsicamente hierárquicas. E pelo amor da humanidade, esse cara não defendeu ninguém. Só defendeu o direito de fazer piada racista, homofóbica e "obesofóbica".

  17. Ana Paula disse:

    por favor alguem me socorre – ou fiquei cega ou esqueci como ler : nao consigo achar onde na piada o Danilo falou dos negros, só achei o king kong, jogador de futebol e loira. Alguém me ajudaaaaaa

  18. Hugo disse:

    VERDADE NÃO EXISTE MAIS RACISMO MESMO NEH ?!?!?!?!

    TODO MUNDO É IGUAL …..

    EH SIMMM…

    VAI NESSAA…

    FALA ATEH PAPAGAIO FALA

  19. Carol disse:

    Ahhh…coitadinho. Sofreu tanto preconceito na vida por ser alto e magro e ninguém reconhece. Essas minorias é que são reclamonas, reclamam de barriga cheia. Ai ai…dá até preguiça de argumentar. Acho que até as mulheres ricas do Mulheres Ricas têm mais senso de realidade.

  20. Cleidiane Rodrigues disse:

    E se tiver falado de Negros, qual o problema ? Muita discussão pra pouca bosta.Isso e por q nosso pais esta perfeito. VAI TOMAR NO …

  21. Edinan disse:

    Sensacional, essa resposta é pra calar a boca de muitos por ai…

    "E você nunca me verá por aí com uma camiseta escrita “100% humano”"

  22. Simone disse:

    Otimo!!!! Sensacional sua resposta..Danilo Gentili !!Isso q e mexer com pessoas inteligentes!!!

  23. Michele disse:

    Concordo em numero,genero e grau.O proprio sistema de cotas nas universidades considero como racismo………

    • andre matias disse:

      marco aurelio o negro não sofreu no brasil e os judeus não sofreram com o nazismo, acorda vc não imagina o que se passou naquela época fatídica.

  24. Marco Aurélio disse:

    Só discordo de um ponto, quando ele diz que os negros foram a raça que mais sofreu no Brasil, pensando bem, quando o Brasil foi descoberto não exitiam negros aqui, apenas índios, este sim foram escravizados, maltratados, torturados, subjugados, tiveram sua religião tolhida pelo catolicismo, suas esposas e filhas e filhos foram violentados, foram mortos, tomaram suas terras, acabaram com sua caça e seu modo de vida, de milhões restam apenas alguns que são catalogados como animais e restritos em terras doadas pelos brancos…. E AINDA FALAM QUE O NEGRO SOFREU!!!!!! QUE ISSO!!!! Nos EUA onde o atual presidente é negro, ele e nenhum outro presidente foi à TV dizer que o país tem uma dívida enorme com os negros, como fez Lula, querendo ganhar votos, e olha que lá o racismo foi cruel e saguinário… ISSO TUDO É MERA HIPOCRISIA.

  25. Martha Melo disse:

    Existe no Brasil uma coisa horrível chamada demagogia, tudo é sempre levado para este lado, talvez, seja porque é o lado mais fácil de quastionar alguma coisa.Este problema de "cor", de "raça" e etc…já deveria está superado há muito tempo, mas os próprios negros é que ficam alimentando o preconceito, pois eles têm preconceitos com os seus iguais, quando um negro é bem sucedido na vida ele logo procura uma parceira ou parceiro de cor diferente da sua, então não venham falar de preconceito.Existem situações no Brasil que merecem muito mais a atenção e o empenho dos brasileiros, como por exemplo a corrupção, os desamandos do governo,o recente corte no orçamento da saúde e da educação, isso sim é uma discriminação inaceitável, mas onde estão os defensores? Fazer o quê? Num país onde o governo gasta fortuna com obras para uma copa do mundo e não presta conmta do que é gasto, vale lembrar que o dinheiro é do povo que paga impostos absurdos e fica cada vez mais sem os serviços básicos.Mas, no Brasil, crime é falar "preto" me vez de "negro", mas o que é o negro se não o próprio preto.Acorda povo brasileiro!Valeu DANILO.

  26. Martha Melo disse:

    Desculpem as falhas no meu comentário, onde está escrito"conmta",leia-se conta; onde está escrito"me vez" leia-se em vez.Obrigado.

  27. Tiago disse:

    Só pra esclarecer. Raças humanas existem sim. Somos uma única espécie com várias raças. Podemos dizer que no Brasil somos todos vira-latas, pois, nos misturamos com diversas raças. Podem perguntar isso para qualquer geneticista e ele confirmará. Raça é apenas um pequena diferenças em alguns genes que expressam um grande efeito genotípico. Nas raças humanas temos as diferenças de cor como exemplo, mas existem outras modificações.

    Então, no Brasil não faz sentido preconceito de raça, pois, repito, somos todos VIRA-LATAS. Leiam ou assistam Darcy Ribeiro, pois, ele explica bem isso.

  28. camilo teixeira disse:

    já ouviu alguém branco ser chamado de macaco? acho q não né, gerlamente macaco é referenciado alguém negro, como se negro fosse uma espécie inferior.

  29. Gabriel disse:

    Acho que a palavra preconceito é atribuída de forma errada aos fatos. Se o Danilo fez uma piada a qual comparou uma pessoa de cor preta, com um king-kong, é apenas uma associação bem humorada. No meu trabalho, tem um amigo que é muito alto, e o apelido dele é girafa. Qual é o preconceito nisso se ele fisicamente nos lembra a girafa por sua altura? O mesmo vale para a piada do Gentili. Afinal, preconceito na minha opinião começa quando você julga o caráter de alguém sem realmente conhecer tal pessoa, de forma a diminuir seus valores. Não procede a posição do Sr. José Vicente.

  30. carlos cesar sanchez disse:

    essa ong baiana só sabe ver o lado de seus conterraneos negros e se esqueçem que os verdadeiros brasileiros nativos são os indios que foram mortos dizimados estuprados e sabe lá Deus o que mais alem de tomarem suas terras e dominarem tudo até sumir varias tribos e não vejo ninguem formando ong para defender os intereses dos indios para retomar o que é deles por direito se alguem é culpado pela escravidão dos negros são os PORTUGUESES que trouce os negros para cá e fizeram as barbaridades que todos nós sabemos mas não vejo ninguem cobrar o governo Portugues pelos horrores impostos na época a seus antepassados , portanto acho que tem gente que não tem o que fazer e fica só esperando uma brecha para colocar seus recalques para fora fazer polemica onde não tem.

  31. Alessandro disse:

    Bem Eu conpreendo com jentile Pois eu fikei sabendo dessa historia na escola … Minha diretora chego e leu Pois gostei dessa hestoria e vim procurar na net Li duas vezes Para Saber oq estava acontecendo No comesso quando eu li so a palavra king kong … Eu pensei que era racismo SO que depois que jentile explicou Fikou Totalmente Explikado Pois ele nao Sito A rassa negra Pra min Tbm Nao e negro pra min e preto … Pois eu so vermelho o branco e branco o o japones e amarelo Pois pq negro nao pode se chamar de PRETO Pois eo nome da cor… Jentile pra min Falo td Sou fan dele Pois Eu so criança ainda tenho apenas 10 anos Mas issu ai e franco …

  32. Eduardo disse:

    A associação entre negros e macacos é grave e não pode ser equiparada as proposições defendidas no texto. O humorista banaliza o sentido alegórico presente em colocações de gosto duvidoso, como relacionar pessoas obesas a baleias etc, contudo, os fundamentos epistemológicos de tais associações diferem e é por esta razão que a associação entre negros e macacos choca as pessoas que, diferentemente do humorista, tendem ter leitura histórica. Karl Von Linne, descreveu os negros como preguiçosos e suscetíveis ao governo dos outros (mais do que qualquer grupo humano), Ernest Haeckel organizou uma árvore evolutiva colocando o negro (e não o europeu caucasiano) no mesmo patamar dos outros grandes primatas… entre Linne e Haeckel são quase 200 anos de racismo cientifico, estabelecendo discursos de inferioridade para raça negra. A primeira metade do seculo XX testemunhou o uso do racismo cientifico para justificar atrocidades contra a população negra em diversos locais. O termo "macaco" não é comumente utilizado como sinônimo de "primata" ou de qualquer outra categoria taxonômica (catarrinos, hominídeos etc), o termo macaco é utilizado pejorativamente como o são "baleia", "veado", "lagartixa"… A diferença é que para além da piada, o termo é historicamente marco de descriminação e de instauração de gradiente evolutivo ente os grupos humanos, e consta em publicações de naturalistas do século XIX para colocar o negro como intermediário entre grandes símios e europeus.

    Em relação ao uso das palavras "negro" e "preto", a explicação não é simploriamente da "cor", mas sobretudo, por atravessarmos décadas utilizando as palavras "preto" e "preta" em piadas e outras proposições racistas. A recomendação de não se designar as pessoas de preto ou preta e similar as de não designar as pessoas de leproso, mongoloide etc o termo foi colonizado por pessoas que deles se utilizaram para depreciar e fazer "rir" das "características indesejáveis" marcadas socialmente… uma sociedade de intelectuais do porte do Sr. Gentille, diga-se de passagem…

    Em caso de duvida, consulte um professor!

  33. tiago mayer disse:

    As pessoas não tem senso nenhum de humor, sobre piadas inteligente

  34. Immomilfesuse disse:

    What if there was a way to get thousands of visitors a day to your http://www.mulheresreais.blog.br website and make $144,000 in one month

    with:

    No prior experience

    No SEO or tech experience

    No selling or cold calling

    No substantial investments in advertising or marketing

    Sounds crazy, but it's true, and here's proof:

    http://mass-facebook-traffic.com

    I don't know how long this system is going to be up, but you

    owe it to yourself to check it out…

    http://mass-facebook-traffic.com

    It will just take a minute, and it could change your life

    for the better!

    http://mass-facebook-traffic.com

    Best Regards,

    Harry

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*


+ 9 = 13

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>